Santo Augusto - Segunda-Feira, 22 de Janeiro de 2018

Notícia

Santo Augusto reforça o combate ao mosquito Aedes Aegypti
10/01/2018 / Santo Augusto reforça o combate ao mosquito Aedes Aegypti


A proliferação do mosquito Aedes Aegypti nesta época do ano, onde ocorrem chuvas de verão constantemente, é uma situação preocupante e por este motivo, a Secretaria Municipal de Saúde resolveu intensificar as ações. No dia 09 de janeiro, durante a reunião mensal do Conselho Municipal de Saúde, um dos assuntos abordados foi justamente a questão do combate ao mosquito e para isso a presença dos agentes de combate às endemias foi fundamental, pois além da participação da gestão administrativa, os presidentes e representantes de todos os Conselhos Locais de Saúde também receberam informações referentes a esta ação. Como esta é uma luta de todos, é importante que a informação seja completa para uma maior conscientização sobre as mudanças de hábitos e cuidados em relação às casas e pátios.

A prevenção é a arma mais forte que temos no combate ao mosquito que além da dengue, transmite também a zika e a chikungunya. Portanto, solicita-se a atenção e colaboração dos munícipes para que analisem suas residências e eliminem possíveis crioadouros com alguns cuidados:
• Mantenha bem fechados tonéis e barris de água.
• Lave semanalmente com escova e sabão os tanques para armazenamento de água e vasilhas com água para animais domésticos.
• Mantenha a caixa de água bem fechada e coloque uma tela no ladrão.
• Remova folhas, galhos e tudo que impeça o bom escoamento da água das calhas.
• Não deixe água acumulada sobre a laje.
• Encha os pratinhos dos vasos de plantas com areia até a borda ou lave-os pelo menos uma vez por semana.
• Pneus devem ser guardados em locais cobertos.
• Verifique os ralos de cozinha, banheiro, sauna e duchas. Se o ralo não for de abrir e fechar, coloque uma tela fina para impedir o acesso do mosquito à água.
• Coloque areia dentro de todos os cacos de vidro que são colocados sobre os muros e que possam acumular água.
• Não deixe água acumulada em folhas secas, tampinhas de garrafas, cascas de ovos, latinhas, saquinhos plásticos, vasilhas de vidro, copos, etc.
• Os vasos sanitários fora de uso eventual devem ser tampados e verificados semanalmente.
• Lonas usadas para cobrir objetos devem ser bem esticadas para evitar poças de água.
Um simples mosquito pode marcar uma vida, mas um simples gesto pode salvá-la.